DIRETORIA DO SINDICATO SE REUNE COM REITORIA DA UEL

 na categoria Boletins

Para discutir os encaminhamentos da última assembleia de docentes, a diretoria do sindicato se reuniu, nesta terça-feira (15) com a reitora da UEL, Profa. Berenice Jordão.

Nesta reunião, reafirmamos as deliberações da assembleia, principalmente: que as UNIVERSIDADES não desmembrem o TIDE para o cálculo das aposentadorias; que as UNIVERSIDADES não NEGOCIEM o META 4 e nem a AUTONOMIA FINANCEIRA (índice) com o governo.

A diretoria manifestou a preocupação do movimento docente com as consequências da afirmação dos reitores manifesta na carta enviada ao governo em que se pede para: “discutir, construir e apresentar uma proposta de Autonomia Universitária, para o que também terá que considerar, na discussão, o sistema Meta4”.

O Comitê Estadual em Defesa do Ensino Público e Gratuito do Paraná reuniu-se em Curitiba na segunda feira (14/08) para avaliar a instalação do GT criado pela SETI. Discutiram-se os perigos que implicam a elaboração de proposta de regulamentação de um índice (qualquer) para financiamento, por um lado e, por outro, a não elaboração de qualquer proposta que pode redundar na inclusão subsequente das universidades no META 4, posição reiterada pela SETI, na figura do Secretário, e reforçada pela entrega dos documentos da UEPG e UNICENTRO.

Recuperamos a longa história dos vários governos que buscaram determinar um índice de financiamento toda vez que precisaram enxugar despesas, do invariável apoio das reitorias a essas propostas regulacionistas e também da resistência do movimento dos técnicos, estudantes e docentes a esta alternativa. Avaliou-se que, novamente sob o governo Beto Richa, colocou-se esta proposta no pacotaço de janeiro de 2015 que a nossa greve derrotou, e que agora, no fim do mandato, o governo retoma aquela iniciativa com a cumplicidade dos reitores.

Deliberou-se por indicar aos sindicatos e DCE´s, membros do Comitê, um posicionamento em defesa da Autonomia Universitária, diferente de uma simples regulamentação de autonomia financeira (índice); deliberou-se por organizar seminários em todas as universidades com docentes e técnicos das universidades paulistas e catarinenses para avaliar os impactos da aplicação dos “modelos” que os reitores estão defendendo para o Paraná; e ainda por organizar o 4o Encontro do Comitê Estadual (ENEP) para deliberar as bandeiras coletivas da comunidade universitária do Estado.

As consequências da instalação do GT e os indicativos do Comitê serão avaliados pelo Conselho de Representantes de Base, em reunião aberta, nesta sexta-feira (18), compareça!

 

TIDE: SINDICATO ingressa com Embargos JUNTO AO TCE

 

Na segunda-feira (14), o Tribunal de Contas do Estado do Paraná recebeu os Embargos de Declaração opostos à decisão que altera o “entendimento” do TIDE para fins de aposentadoria dos docentes. O recurso foi apresentado conjuntamente pelo SINDIPROL/ADUEL e pelo ANDES/Sindicato Nacional, requerendo que o TCE esclareça pontos obscuros e omissos presentes no acórdão. Com o recebimento dos Embargos de Declaração, ficam suspensos os efeitos do Acórdão até decisão do TCE.

 

Conselho de Representantes discute AUTONOMIA financeira

 

Na próxima sexta-feira (18), a partir das 14:30 horas, no Centro de Vivência do Sindiprol/Aduel (Campus Universitário), se reunirá o Conselho de Representantes dos docentes.

Será uma reunião aberta para tratar do TIDE; META4 e do GT de Autonomia criado pelo governo para que os reitores elaborem um projeto de autonomia financeira.

Pela importância do assunto, convocamos os representantes dos centros e campi a comparecer para avaliar as ações e discutir as estratégias de defesa dos nossos direitos ameaçados.

 

Universidades ocuparão a tribuna da ALEP

 

No próximo dia 21 de agosto (segunda-feira), por volta das 14 horas, no pequeno expediente, o reitor da UEM (representando a APIESP) e um representante do Comitê Estadual em Defesa do Ensino Superior Público e Gratuito do Paraná ocuparão a Tribuna da Assembleia Legislativa para apresentar os problemas enfrentados pelas universidades estaduais.

Será um momento importante para mostrar ao governo e à ALEP a unidade dos docentes, estudantes e técnicos das sete universidades contra os ataques do governo Beto Richa.

Os docentes interessados em participar podem contatar o sindicato pelo telefone 3324-3995, deixar o nome e dados para contato. O transporte deverá sair na segunda-feira de manhã e retornar no mesmo dia, tarde da noite.

 

Postagens Recentes

Deixar um comentário

Digite o que procura e aperte a tecla Enter para pesquisar