Amanhã (quarta, 31), às 19h, assembleia docente da Uenp para avaliar o movimento grevista

Conforme aprovado na semana passada (confira o boletim completo aqui), a próxima assembleia docente da Uenp será amanhã (quarta, 31) e terá a seguinte pauta:

1) Informes;
2) Avaliação do movimento grevista.

Data e horário: quarta-feira (31/05) às 19h (2ª chamada às 19h30)
Locais: Anfiteatro Thomaz Nicoletti (Bandeirantes); Anfiteatro PDE (Cornélio Procópio); e Sala 4 do CCS (Jacarezinho).

Acesse a pasta com todos os materiais da luta pela recomposição dos 42%

Siga o perfil @mobilizacaouenp no Instagram!

Assembleia docente da UEL aprova estratégias de intensificação da greve

Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (25/05), no Pinicão (CCB), as e os docentes da UEL aprovaram, por unanimidade, os seguintes encaminhamentos apresentados pelo Comando de Greve: 

  • Continuidade e ampliação das estratégias para abertura de mesa de negociação entre as seções sindicais e o governo;  
  • Ida de docentes da UEL a Curitiba, na terça-feira (30/05), para reunião dos comandos locais de greve e ocupação das galerias da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) durante a sessão; (Caso quiser e puder ir, entre em contato com o Sindiprol/Aduel e nos envie seu nome completo, data de nascimento, RG com órgão expedidor, CPF e telefone para contato) 
  • Reunião do Comando Estadual de Greve com a Apiesp para articular a abertura efetiva de uma mesa de negociações com o governo;
  • Ampliação da mobilização docente na greve: reuniões nos centros, participação nas comissões de greve;  
  • Debate público sobre temas relevantes na atual conjuntura: universidade e ciência; reforma do ensino médio, movimento indígena e a questão do marco temporal e ambiental;  
  • Adiamento do evento político-cultural que seria realizado no dia 4 de junho; 
  • Assembleia docente da UEL na quinta-feira (1/06), às 14h. 

Também foram apresentadas e aprovadas, todas por unanimidade, uma moção de repúdio e outras propostas feitas pela base. A moção de repúdio foi ao Projeto de Lei 490/2007, cuja tramitação em regime de urgência foi aprovada, na noite desta quarta-feira (24), na Câmara dos Deputados.

Moção de Repúdio ao PL 490

As docentes e os docentes da UEL, reunidos em assembleia em 25/05, repudiam, por unanimidade, o projeto de lei 490, que tramita em caráter de urgência na Câmara Federal e estabelece o marco temporal para a homologação das terras indígenas. Simultaneamente, os docentes reivindicam que os deputados federais do Paraná se posicionem contrariamente ao referido projeto de lei.

Londrina, 25 de maio de 2023.

As outras propostas vindas da base foram: 

  • Construção de um texto padrão em apoio à greve para ser enviado a outras instâncias, organizações políticas e sindicais; 
  • Debate com deputadas e deputados estaduais com atuação na região de Londrina sobre a importância da UEL para ela e a greve docente; 
  • Organização de atividades no Calçadão visando divulgar as reivindicações dos docentes;  
  • Contato com os deputados estaduais a partir dos docentes da base, solicitando a defesa e a abertura de uma mesa de negociação sobre a reposição salarial; 
  • Solicitação de uma fala do Comando de Greve no show da cantora Simone Mazzer. 

Além das propostas e da moção aprovadas, a mesa da assembleia apresentou as atividades realizadas ao longo da semana (em Curitiba, na Uenp e na UEL), falou sobre as notas de apoio que a greve docente tem recebido, sobre a audiência pública para tratar da data-base que o Fórum das Entidades Sindicais (FES) está organizando para o dia 6 de junho, e sobre a nota do Comando Estadual de Greve a respeito do andamento do plano de carreira (baixe ela aqui). Também foi nesta assembleia que lançamos o caderno “Como reivindicamos nossos direitos?”. Pegue sua edição no Centro de Vivência ou na próxima assembleia! 

Confira a nota do Comando Estadual de Greve: 

Atividades de amanhã (sexta, 26) da greve docente da UEL 

Reunião da Comissão de Mobilização e Comunicação 

9h – Centro de Vivência

Reunião da Comissão de Ética 

Centro de Vivência

Ratinho Jr., pague o que nos deve!   

Docentes de todas as sete universidades estaduais do Paraná em greve! Data-base já! 42% já!   

Reposição salarial integral já!  

Calendário com todas as atividades da greve docente da UEL   

Acesse a pasta com todos os materiais da luta pela recomposição dos 42% 

Amanhã (quinta, 25), às 13h30, no Pinicão (CCB-UEL), assembleia para avaliar o movimento grevista e definir estratégias de intensificação da greve

Conforme aprovado na semana passada, a próxima assembleia da categoria docente da UEL será amanhã (quinta, 25) e terá a seguinte pauta:

1) Informes e avaliação do movimento grevista;
2) Definição de estratégias de intensificação da greve.

Data e horário: quinta-feira (25/05) às 13h30 (2ª chamada às 14h)
Local: Anfiteatro Cyro Grossi (Pinicão) – CCB-UEL.

Acesse o calendário completo de atividades da greve docente da UEL

Assembleia docente da Uenp indica encaminhamentos para a sequência do movimento grevista

Nesta terça-feira (23/05) à noite, as e os docentes da Uenp indicaram encaminhamentos para a sequência do movimento grevista da categoria na universidade. Pela primeira vez, a assembleia foi realizada simultaneamente nos três campi (Bandeirantes, Cornélio Procópio e Jacarezinho). Participaram cerca de 80 docentes e as indicações retiradas em assembleia foram: 

  • Continuidade e ampliação das estratégias de luta para abertura de mesa de negociação entre as seções sindicais e o governo;  
  • Reunião do CSD com a Apiesp para fortalecer a abertura efetiva de uma mesa de negociações com o governo;  
  • Manutenção das ações de fortalecimento e divulgação do movimento grevista;  
  • Mobilização dos docentes com contrato temporário para reforçar o direito à greve e a participação no movimento grevista; 
  • Apoio à reivindicação de suspensão dos calendários acadêmicos de graduação e pós-graduação, reforçando que a legitimidade da greve independe da suspensão dos calendários.

A próxima assembleia docente da Uenp será convocada para a quarta-feira (31/05), também às 19h.  

Confira a nota sobre a reunião do Comando de Greve da Uenp e o Sindiprol/Aduel com a reitoria da Uenp sobre os Cres

Docentes de todas as sete universidades estaduais do Paraná em greve! Data-base já! 42% já! 

Ratinho Jr., pague o que nos deve!

Reposição salarial integral já! 

Acesse a pasta com todos os materiais da luta pela recomposição dos 42%

Siga o perfil @mobilizacaouenp no Instagram!

Assembleia extraordinária para avaliar as deliberações sobre a suspensão do calendário da graduação

Veja os encaminhamentos aprovados na assembleia clicando aqui

Nota: “Por que repudiamos a suspensão parcial do calendário acadêmico em assembleia?”

O Sindiprol/Aduel e o Comando de Greve convocam as e os docentes da UEL para uma assembleia extraordinária a fim de avaliar as deliberações sobre a suspensão do calendário da graduação. Ela será realizada amanhã (terça, 23), às 9h30, no Anfiteatro Maior do CLCH, e terá como pontos de pauta:

1) Informes;
2) Avaliação das deliberações sobre a suspensão do calendário da graduação.

Data e horário: terça-feira (23/05) às 9h30 (2ª chamada às 10h)
Local: Anfiteatro Maior do CLCH.

Amanhã (terça, 23), às 19h, assembleia docente da Uenp para avaliar o movimento grevista

Boletim 2: A greve na Uenp: balanço e atividades

A primeira semana de greve na Uenp, na avaliação do Comando de Greve, foi bem positiva, pois os campi de Cornélio Procópio e Bandeirantes estão com praticamente 100% de adesão; por sua vez, existem alguns pontos de resistência ao movimento em Jacarezinho.

Em relação às e aos estudantes, a Comissão de Diálogo com Estudantes já estabeleceu uma conversa com os diversos centros acadêmicos, explicou a eles qual é a nossa luta e, por conta disso, começaram a rever as suas opiniões iniciais e a se solidarizar com a greve docente.

O Comando de Greve também fez várias conversas com as e os docentes nos diversos centros de estudos e tem conseguido uma adesão cada vez maior à greve. Já a Comissão de Ética já analisou inúmeros pedidos e tem emitido pareceres contrários ou favoráveis de acordo com as definições prévias estabelecidas em assembleia.

A Comissão de Divulgação está trabalhando no desenvolvimento de material destinado à mobilização da categoria, dando prioridade à divulgação por meio das redes sociais: além do WhatsApp, criou-se um perfil no Instagram (@mobilizacaouenp) e um e-mail para contato (mobilizacaouenp@gmail.com). Uma das suas preocupações é acolher no movimento os professores com contrato de trabalho temporário (Cres), de modo a dar-lhes segurança para participar das atividades da greve.

O Comando de Greve, junto com a diretoria do Sindiprol/Aduel, definiu a próxima assembleia geral docente de avaliação da greve para amanhã (terça, 23/05), às 19h, em primeira chamada, e 19h30, em segunda chamada. Será uma assembleia multicampi, ocorrendo no mesmo horário nos três campi da Uenp, nos seguintes locais: Anfiteatro do PDE (campus de Cornélio Procópio), Anfiteatro Thomaz Nicoletti (campus de Bandeirantes) e Anfiteatro do CCS (campus de Jacarezinho).

Neste mesmo dia, na parte da manhã, a reitoria irá receber, finalmente, os membros do Comando de Greve e diretores do sindicato para tratar dos contratos em regime especial (Cres) dos professores da Uenp, bem como da importância de se convocar o Cepe para discutir a suspensão do calendário acadêmico (graduação e pós-graduação), a exemplo do que está sendo feito em outras universidades paranaenses em greve.

Além disso, nesta segunda e terça (22 e 23), os Comandos de Greve da Uenp e da UEL e o Comando Sindical Docente (CSD) estarão em Curitiba para conversas com deputados na Alep, com o objetivo de esclarecer os motivos da paralisação, bem como abrir um canal de comunicação com o governo para a abertura de uma mesa de negociação, até agora inexistente.

#Data-basejá!

#Ratinhopagueoquenosdeve

#42%édireito!

(Baixe o boletim em PDF clicando aqui.)

Assembleia referenda propostas do Comando para a sequência da greve docente da UEL

Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (18), no Pinicão (CCB), as e os docentes da UEL, após os informes sobre as atividades da semana (veja mais ao final), o início do movimento grevista em outras cinco instituições e a aprovação da deflagração da greve na sexta (Unicentro), fazendo, assim, com que docentes de todas as sete universidades estaduais do Paraná estejam em greve a partir de segunda-feira (22), referendaram os seguintes encaminhamentos propostos pelo Comando de Greve para a sequência do movimento: 

  • Mobilização para suspensão dos calendários acadêmicos na reunião do Cepe: amanhã (sexta, 19), às 14h, na Sala dos Conselhos da UEL; 
  • Continuidade e ampliação das estratégias para abertura de mesa de negociação entre as seções sindicais e o governo; 
  • Ida de membros dos Comandos de Greve à Alep, na segunda e terça-feira (22 e 23/05), para conversar com os deputados sobre a reinvindicação da categoria docente em relação à reposição salarial, via data-base e alteração e melhorias do plano de carreira;
  • Reunião do CSD com a Apiesp para fortalecer a abertura efetiva de uma mesa de negociações com o governo; 
  • Construção de articulação do Comando de Greve com os movimentos sindicais e sociais de Londrina em apoio à greve docente; 
  • Manutenção das ações de fortalecimento e divulgação do movimento grevista; 
  • Assembleia para a próxima quinta-feira (25/05), também às 14h; 
  • Realização de um evento político-cultural no dia 4 de junho na região central de Londrina – independentemente da permanência ou futura suspensão da greve. 

Na segunda semana, foram realizadas diversas atividades pelo movimento grevista, desde reuniões com o prefeito de Londrina, na segunda-feira (15), com o líder do governo Ratinho Jr., Hussein Bakri (PSD), o deputado oposicionista Arilson Chiorato (PT) e o secretário de Ciência e Tecnologia (Seti), Aldo Bona, todas na quarta-feira (17), em Curitiba, até mobilizações internas, com panfletagens e intervenções em eventuais atividades que estavam sendo realizadas no campus ou no HU-UEL, e reuniões com docentes da nossa base na Uenp. 

Ratinho Jr., pague o que nos deve!  

Docentes de todas as sete universidades estaduais do Paraná em greve! Data-base já! 42% já!  

Reposição salarial integral já! 

Calendário com todas as atividades da greve docente da UEL  

Acesse a pasta com todos os materiais da luta pela recomposição dos 42% 

Amanhã (quinta, 18), às 13h30, no Pinicão (CCB-UEL), assembleia para avaliar a greve docente

Conforme aprovado na semana passada, quando as e os docentes da UEL deliberaram pela continuidade, ampliação e fortalecimento do movimento grevista, a próxima assembleia da categoria será amanhã (quinta, 18) e terá a seguinte pauta:

1) Informes;
2) Avaliação da greve docente.

Data e horário: quinta-feira (18/05) às 13h30 (2ª chamada às 14h)
Local: Anfiteatro Cyro Grossi (Pinicão) – CCB-UEL.

Acesse o calendário completo de atividades da greve docente da UEL

Assembleia docente da UEL delibera pela manutenção da greve da categoria

Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (11/05), no Pinicão (CCB-UEL), com duração de mais ou menos uma hora, as e os docentes da UEL aprovaram, com quatro abstenções e nenhum voto contrário, a continuidade, ampliação e fortalecimento do movimento grevista 

A decisão – e a rapidez para tomada dela – foi fruto da intransigência do governo do estado. A reunião da Casa Civil com o Fórum das Entidades Sindicais (FES) marcada para ontem (quarta, 10) foi realizada, mas sem representar nenhum avanço ou abertura de negociação: quem recebeu o FES foi o diretor geral Luciano Borges, não o secretário João Carlos Ortega, e a reunião foi realizada no gabinete do líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Ou seja, o chefe da Casa Civil não nos recebeu e nem a reunião foi marcada na respectiva secretaria.  

Além disso, foi informado que a prioridade do governo é a discussão a respeito das carreiras estaduais e não a reposição salarial, permanecendo, assim, o índice de 5,79% anunciado para agosto (percentual que será ainda menor se o governo embutir nele, como é bastante provável, os 3,39% que ele nos deve do acordo da greve de 2016). Assim, a resposta da categoria na UEL, reforçada a partir de segunda-feira (15/05) com o início da greve docente na Uenp, na Unioeste, na Unespar, na UEPG e na UEM, foi a manutenção da paralisação das atividades. A assembleia da Unicentro está prevista para a quarta-feira (17).  

Foi também aprovado que a próxima assembleia deliberativa será convocada para a quinta-feira (18/05), às 14h. O local e a chamada completa serão divulgados posteriormente. 

Ratinho Jr., pague o que nos deve!  

Docentes da UEL, da Uenp, da Unioeste, da Unespar, da UEPG e da UEM em greve! Data-base já! 42% já!  

Reposição salarial integral já! 

Calendário com todas as atividades da greve docente da UEL  

Acesse a pasta com todos os materiais da luta pela recomposição dos 42% 

Participe/curta/siga os meios de comunicação do Sindiprol/Aduel para não perder nenhuma das postagens da nossa luta pela reposição salarial integral e checar sempre as informações que recebe:  

Lista de Transmissão no WhatsApp  

Facebook do Sindiprol/Aduel  

Instagram do Sindiprol/Aduel  

Twitter do Sindiprol/Aduel 

Assembleia docente da Uenp aprova deflagração de greve a partir de segunda-feira (15/05)

Em assembleia realizada na noite de quarta-feira (10), no Auditório PDE – campus Jacarezinho, as e os docentes da Uenp aprovaram, por ampla maioria, a deflagração da greve a partir de segunda-feira (15/05). A decisão foi tomada com apenas 4 votos contrários e uma abstenção e se soma às tomadas por docentes de UEL, em greve desde esta segunda-feira (8), e de Unioeste, Unespar e UEPG, que também paralisarão as atividades a partir do dia 15. A assembleia da UEM está sendo realizada agora pela manhã. 

As e os presentes também aprovaram o envio de uma solicitação para que o Cepe se reúna e vote, imediatamente, a partir do dia 15 de maio, primeiro dia de greve docente da Uenp, a suspensão do calendário da graduação e pós-graduação da Uenp. Na assembleia, também foram formadas as Comissões de Ética, de Mobilização, de Divulgação e de Diálogo com Estudantes.  

Ratinho Jr., pague o que nos deve!  

Docentes da Uenp em greve! Data-base já! 42% já!  

Reposição salarial integral já!