Assembleia docente da UEL aprova paralisação das atividades no dia 1º de agosto

  1. Paralisação unificada proposta pelo Comando Sindical Docente (CSD) para o dia 1º de agosto em defesa da data-base;
  2. Participação das atividades da Semana de Lutas em Defesa dos Serviços Públicos, organizada pelo Fórum das Entidades Sindicais (FES), que ocorre do dia 8 a 12 julho;
  3. Participação na audiência pública que tem como mote a “defesa da data-base e dos serviços públicos”, organizada pelo FES, no dia 09/07;
  4. Eleição das professoras Lorena Portes (delegada) e Fernanda Mendonça (observadora) para o 67º Conad, que ocorrerá de 26 a 28 de julho.
  5. Solicitação de acesso ao relatório final do Grupo de Trabalho do CA – Conselho de Administração, conforme resoluções CA Nº 180 e 160/2009.

Na quarta-feira (19) às 13h30, assembleia geral docente da UEL

1) Informes;
2) Campanha salarial;
3) Paralisação unificada;
4) Eleição para delegada ou delegado e observadora ou observador para o 67º Conad.

Em assembleia, docentes da UEL encaminham campanha salarial 2024

Na quarta-feira (20) às 13h30, assembleia geral docente da UEL

Na segunda-feira (6/11), assembleia docente da UEL para avaliação da proposta de PCCS e do movimento de greve

Conforme aprovado na assembleia desta quarta (1/11), o Sindiprol/Aduel convoca as e os docentes da UEL para, na segunda-feira (6/11), uma nova assembleia com a seguinte pauta:

1) Informes;
2) Avaliação da proposta de PCCS;
3) Avaliação do movimento de greve.

Data e horário: segunda-feira (6/11) às 13h30 (2ª chamada às 14h)
Local: Anfiteatro Maior do CLCH.

Nesta quarta (1/11), assembleia docente da UEL de avaliação do movimento de greve

Seguindo os encaminhamentos aprovados na assembleia organizativa da greve docente da UEL, o Sindiprol/Aduel convoca as e os docentes da universidade para, na tarde desta quarta-feira (1/11), uma assembleia de avaliação do movimento de greve.

Pauta:
1) Informes;
2) Avaliação do movimento de greve.

Data e horário: quarta-feira (1/11) às 13h30 (2ª chamada às 14h)
Local: Anfiteatro Maior do CLCH.

Amanhã (quarta, 1), às 14h50, assembleia docente da Uenp para deliberar sobre a retomada da greve

Conforme deliberado na assembleia de quarta-feira (25/10) da Uenp, o Sindiprol/Aduel convoca as e os docentes da universidade para, em assembleia, às 14h50 desta quarta (1/11), deliberar sobre a retomada da greve docente da Uenp.

Pauta:
1) Informes;
2) Deliberação sobre retomada da greve.

Data e horário: quarta-feira (1/11) às 14h50 (2ª chamada às 15h)
Locais: Sala 26 (Bandeirantes); Sala B-6 (Cornélio); e Auditório do CCS (Jacarezinho).

Na quarta-feira (25), assembleia docente da UEL para avaliar a contraproposta do PCCS e deliberar sobre a suspensão e o indicativo de greve

Como a contraproposta do PCCS está prevista para ser apresentada na terça-feira (24/10), as seções sindicais docentes das universidades estaduais do Paraná realizarão assembleias, logo após a data, para avaliá-la e deliberar sobre a sequência da luta da categoria pela reposição salarial e aprovação imediata do plano de carreira docente.

Assim, o Sindiprol/Aduel convoca as e os docentes da UEL para, em assembleia, às 9h30 da quarta-feira (25/10), deliberar sobre a seguinte pauta:

1) Informes;
2) Avaliação da contraproposta do PCCS;
3) Deliberação sobre suspensão e indicativo da greve.

Data e horário: quarta-feira (25/10) às 9h30 (2ª chamada às 10h)
Local: Anfiteatro do PDE.

Mapa do campus da UEL com sinalização de como chegar ao PDE:

Docentes da UEL aprovam encaminhamentos para a sequência da luta pela aprovação do PCCS

Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (21/09), no Anfiteatro do Cesa, as e os docentes presentes aprovaram a manutenção do estado de greve, com a permanência, na pauta das assembleias, do indicativo de retomada da greve na UEL até que seja finalizada a luta pela reposição salarial e aprovação do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) docente.

Também foram aprovados, por unanimidade, três outros encaminhamentos propostos pela diretoria do Sindiprol/Aduel:

  • Cobrar a apresentação formal do PCCS pelo governo;
  • Agendar reuniões com Apiesp e líder do governo na Alep;
  • Realizar assembleias unificadas a partir do momento da apresentação da proposta pelo governo.

A votação e aprovação dos encaminhamentos foi feita após a apresentação dos informes sobre a última reunião do Comando Estadual de Greve com Aldo Bona, secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), no dia 14/09, quando foram confirmados termos da contraproposta que deve ser apresentada em breve pelo governo (confira a nota aqui), e de projeções, a partir dessas informações, da tabela de vencimentos docente com a implantação do piso nacional do magistério e o incremento nos adicionais de titulação (ATs). Clique aqui e veja as tabelas apresentadas na assembleia, nas quais, lembramos, não está contabilizado o auxílio alimentação de R$ 634,00.

Também foi informado que, no dia 10 de outubro, às 17h, será realizada uma live do Comando Estadual de Greve sobre a Lei Geral das Universidades (LGU).

Ratinho Jr., honre a sua palavra: plano de carreira docente, já!