AOS GRITOS DE “FORA RICHA!”, PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DEFLAGRAM GREVE

 em Destaque

Em assembleia que lotou o Anfiteatro Maior do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH), com a presença de mais de 330 pessoas, os professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) deflagraram, na manhã desta quinta-feira, greve geral por tempo indeterminado. Professores da UNESPAR-Apucarana fazem assembleia no final da tarde de hoje e também devem deflagrar greve.

A votação foi unânime e sob os gritos de “Fora Richa!”, em protesto contra o governador do Estado e seu pacote de medidas que tira direitos e destrói a previdência dos servidores públicos. As medidas incluem também mudanças na forma de gestão da folha de pagamento dos professores (o chamado Meta 4), o que ataca a autonomia das Universidades.

A greve é uma resposta ao Governo do Estado e também aos 34 deputados estaduais que na quarta-feira aprovaram às escondidas, no restaurante da Assembleia Legislativa, o requerimento de abertura da comissão geral, apelidada de “tratoraço” – ou seja, sem discussão nas comissões.

A votação da comissão geral poderá ser feita ainda hoje, permitindo a aprovação do “pacotaço” do governo. Em função disso, os professores estão intensificando a mobilização com a criação do Comando de Greve, que tem sua primeira reunião hoje, às 17h30, para organizar as atividades do movimento.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar