Confira o que aconteceu no 39º Congresso do Andes-SN

 em Boletins

O 39º Congresso do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN) foi realizado entre os dias 4 e 8 de fevereiro, na cidade de São Paulo-SP. O evento, instância máxima de deliberação da categoria filiada ao sindicato, teve como tema central “Por liberdades democráticas, autonomia universitária e em defesa da educação pública e gratuita” e foi sediado pela Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo (Adusp – Seção Sindical do Andes-SN).

O Sindiprol/Aduel, uma das seções sindicais do Andes-SN, esteve representado no evento por sete delegados, eleitos na Assembleia Docente do dia 4 de dezembro de 2019. O ano de 2020 foi o primeiro no qual delegados representaram o Sindiprol/Aduel no Congresso. Anteriormente, a Aduel já havia participado com delegados e o Sindiprol/Aduel, com observadores.

No total, foram 654 os participantes dessa edição do Congresso, sendo 452 delegados e 202 observadores. Durante o Congresso, a diretoria do Andes-SN lançou uma série de materiais que resgatam a história da entidade, além de explicar seu funcionamento e estrutura. Além desses materiais, foram apresentadas duas novas publicações que tratam sobre a educação pública e a previdência nos estados e foi lançada uma linha do tempo com a história do Andes-SN, que foi fundado em 1981.

Após o Congresso, foi publicada a Carta de São Paulo, documento que sintetiza as deliberações do evento. O documento pode ser baixado em PDF no: carta-de-sao-paulo. Também foi publicado o Relatório Final do 39º Congresso do Andes-SN, que está disponível em PDF no: relatorio-final-39-congresso-do-andes-sn.

No último dia, foram apresentadas as duas chapas que disputarão a eleição para a diretoria do Andes-SN no biênio 2020/2021 e foi definida Porto Alegre-RS como sede do próximo Congresso.

 

Confira o dia a dia do 39º Congresso do Andes-SN:

Terça-feira (4)

O Auditório do Centro de Difusão Internacional (CDI) da Universidade de São Paulo (USP) foi palco da abertura dos trabalhos do 39º Congresso do Andes-SN. Na parte da tarde, houve uma plenária para discussão da conjuntura e do movimento docente.

Mais fotos podem ser acessadas na página do Andes-SN no Facebook.

Quarta-feira (5)

Na quarta, no prédio da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, foram feitas discussões em grupos temáticos.

Delegação do Paraná no Congresso do Andes-SN (Foto: Andréa Lysik/Adunioeste)

Quinta-feira (6)

Na quinta, entre as 9h e as 14h, na FFLCH-USP, grupos mistos se reuniram para discutir questões organizativas e financeiras. Na parte da tarde, das 15h às 19h, o Auditório do CDI foi palco da plenária para discussão do tema II – “Plano de luta dos setores”.

Atividade cultural na abertura da plenária

Mais informações sobre as plenárias deliberativas estão no site do Andes-SN.

Sexta-feira (7)

Na sexta, a plenária do 39º Congresso do Andes-SN discutiu e aprovou o calendário de lutas do ano de 2020 para as Instituições de Ensino Superior (IES) do país. O Brasil tem IES federais, estaduais e municipais.

Mais informações sobre luta por carreira, dedicação exclusiva e orçamento estão no site do Andes-SN.

Sábado (8)

No sábado, após a aprovação de algumas alterações no estatuto e do novo regimento eleitoral, duas chapas se inscreveram na eleição para a diretoria do Andes-SN no biênio 2020/2021. Essa será a primeira eleição do sindicato na qual o fator paridade de gênero contará para a composição das chapas.

A chapa 1 indicou os nomes das professoras Rivânia Assis (Universidade Estadual do Rio Grande do Norte –  UERN), Maria Regina Moreira (Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC) e o professor Amauri Fragoso (Universidade Federal de Campina Grande – UFCG) para a presidência, secretaria-geral e tesouraria, respectivamente.

A chapa 2, por outro lado, indicou a professora Celi Taffarel (Universidade Federal da Bahia – UFBA) como presidente, e os professores Luis Antônio Pasquetti (Universidade de Brasília – UnB) e Paulo Opuszka (Universidade Federal do Paraná – UFPR) como secretário-geral e 1º Tesoureiro, respectivamente.

A composição completa das chapas tem que ser apresentada até o dia 9 de março. A eleição será realizada entre os dias 12 e 13 de maio de 2020, em todo o território nacional. Mais informações sobre o processo eleitoral e as chapas estão no site do Andes-SN.

No mesmo dia ainda foram aprovadas moções diversas, o Plano de lutas e a realização de um Conad Extraordinário, no segundo semestre de 2020. O evento será a oportunidade para que os docentes possam debater sobre a relevância da CSP-Conlutas, sua atuação nos últimos dez anos e o seu papel na resistência contra os recentes ataques contra a classe trabalhadora.

40º Congresso do Andes-SN

Candidata única, a cidade de Porto Alegre-RS foi escolhida como sede do próximo congresso do Andes-SN. A 40ª edição do evento marcará também o aniversário de 40 anos do sindicato.

Na apresentação da candidatura, Rúbia Vogt, delegada da seção sindical do Andes-SN na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), pontuou as facilidades de acesso à capital gaúcha e destacou as lutas empenhadas pelos docentes, estudantes e técnicos da universidade, que ocuparam a instituição contra o programa Future-se. A docente lembrou que a UFRGS já sediou o 17º Congresso do Sindicato Nacional, em 1998, e ainda mencionou o fato da seção sindical completar, assim como o Andes-SN, 40 anos em 2021.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar