Todas as capitais e pelo menos outras 60 cidades brasileiras têm atos contra a Reforma Administrativa (PEC 32/2020)

 em Boletins

O dia 18 de agosto (quarta-feira) foi marcado como mais um grande dia de luta e defesa dos serviços públicos. Em todas as 27 capitais e em pelos menos outros 60 municípios foram realizadas manifestações em defesa das servidoras e dos servidores públicos, contra a Reforma Administrativa (PEC 32/2020), a privatização das estatais e a Medida Provisória (MP) 1045 (mais informações sobre ela estão disponíveis aqui). 

Cartazes e faixas também pediam a ampliação do auxílio emergencial, vacina para todas e todos, e reivindicavam mais emprego, saúde e educação para a população. Os protestos começaram pela manhã e ocorreram ao longo de todo o dia, sendo que em alguns lugares estavam previstos para o final da tarde e início da noite. As informações são do Andes-SN. 

Em Londrina, a programação do dia teve início com uma aula pública sobre os “Impactos Econômicos da Destruição dos Serviços Públicos”. Ela começou às 10h, no Calçadão em frente às Pernambucanas. Confira algumas imagens: 

Na parte da tarde, foi realizada uma Reunião Ampliada do Sindiprol/Aduel sobre a reforma e suas implicações nas universidades públicas e no trabalho docente. A reunião teve a participação de Ludimar Rafanhim, que é membro do Coletivo Jurídico do Fórum das Entidades Sindicais (FES), assessor de sindicatos de servidores públicos e consultor nas áreas legislativa e previdenciária.

Caso não tenha podido participar, a gravação da reunião está disponível no YouTube do Sindiprol/Aduel:

À noite, o Comando Sindical Docente (CSD) promoveu o debate “Reforma Administrativa: Por que somos contra a PEC 32?”. Com participações do Prof. Dr. Edmilson Aparecido da Silva (1º Vice-Presidente da Regional Sul do Andes-SN) e do deputado federal Enio Verri (PT-PR), foram problematizadas as ameaças dela para o serviço público e os direitos dos servidores. 

Além dessas atividades, no podcast “Andes-SN Entrevista” desta semana, José Menezes, professor de economia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), falou um pouco sobre como essa ‘‘Reforma Administrativa’’ afeta negativamente a vida de cada trabalhador e trabalhadora desse país. A PEC 32 irá alterar o papel do Estado e da Administração Pública e entregar os serviços públicos e gratuitos do Brasil para as grandes corporações da iniciativa privada.  

Ouça o podcast no Spotify aqui. 

Postagens Recomendadas
Comentários
pingbacks / trackbacks

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar