Visando o fortalecimento do sindicato, diretoria do Sindiprol/Aduel começa visita aos departamentos da UEL

 em Boletins

Diretoria do Sindiprol/Aduel – 1/08/19

Neste final de setembro e durante o mês de outubro, os diretores do Sindiprol/Aduel começarão a ir a reuniões dos 59 departamentos que compõem a Universidade Estadual de Londrina (UEL). A ideia é aproximar a diretoria dos professores da UEL e abrir espaço para diálogos, sugestões, críticas, novas filiações e o fortalecimento do sindicato.

O momento não é fácil para o funcionalismo público. Seja de Ratinho Jr. (PSD) ou de Jair Bolsonardo (PSL), os ataques ao serviço público e, em especial, às universidades públicas não cessam de aparecer. O primeiro semestre de 2019 foi marcado pela campanha salarial visando a recomposição das perdas de 17,04%, referentes aos últimos três anos e meio, e pela introdução da minuta de Lei Geral das Universidades (LGU) no debate das universidades estaduais do Paraná – isso sem contar temas como a Greve Geral de 14 de junho contra a Reforma da Previdência e as manifestações contra os cortes na educação nos dias 15 e 30 de maio e 13 de agosto.

Todo esse cenário resultou na deflagração de uma greve estadual pela data-base e contra a LGU. Na UEL, a paralisação começou no dia 2 de julho e foi suspensa no dia 5 de agosto. Neste período, foram realizadas assembleias, reuniões por Centros de Estudos e outras com professores de departamentos da universidade às quais o Sindiprol/Aduel foi convidado e compareceu. Após toda a movimentação e a pressão das categorias da UEL e demais Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES) do Paraná, a grande maioria dos Conselhos Universitários votou pela rejeição da minuta de LGU. Mais informações estão no jornal do Sindiprol/Aduel do mês de setembro, que pode ser acessado em PDF clicando aqui.

Sabendo que os ataques não cessarão (prova disso é o projeto do governo Ratinho Jr. para a extinção da licença especial), a diretoria do Sindiprol/Aduel começará a ir aos departamentos e dialogar com os professores para melhorar a organização e a estruturação do sindicato, visando fortalecer a categoria para resistir aos ataques que estão postos e os que ainda deverão ser desferidos pelos atuais governos do Paraná e do Brasil.

Somente com a mobilização de toda a categoria é que poderemos barrar os ataques, tanto do governo federal como do estadual. O fortalecimento do sindicato e das categorias é um desses passos; por isso, filie-se ao sindicato, participe de reuniões e assembleias e ajude a construir um Sindiprol/Aduel mais forte!

Diretoria do Sindiprol/Aduel – 1/08/19

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar